O “hype” em cima de determinada profissão vem e vai conforme as necessidades do mercado ou mesmo de uma propaganda bem feita em cima desta.

Por exemplo, quem não gostaria de se aperfeiçoar na cozinha depois de assistir alguns programas de culinária? Ou investir mais no “do It yourself”? Uma área legal e que pode render um bom dinheiro. E nem precisamos falar sobre a carreira de músico, não é? Que adolescente apaixonado por música não quis ter uma banda, com canções de sucesso e poder viajar todos os países do mundo.

Podemos dizer que a profissão da vez é o marketing digital. E isso tem uma explicação bem simples: o mercado digital. Cada vez mais empresários precisam de profissionais para trabalharem a imagem de sua marca, e é aí que o marketing digital ou o”marketeiro” entra.

Segundo um levantamento feito pela consultoria Page Personnel, está é a profissão mais valorizada atualmente.

Mas acontece que um profissional da área pode atuar em diversas vertentes com o curso de marketing digital. Ainda não escolheu o seu e está na dúvida em qual investir? Listamos as três áreas mais “badaladas” da profissão.

As três áreas que mais crescem no marketing digital

1 – Conteúdo

Claro que a propaganda é a alma do negócio, mas, neste sentido, quem trabalha com conteúdo dentro de uma empresa torna-se o porta-voz da marca. Ou seja, também desempenha um papel de grande relevância.

Esta pessoa fica responsável por descobrir os assuntos de interesse do público-alvo da companhia. Assim como encontrar as melhores formas de fazer esse material chegar até eles, seja por meio de vídeo, blog post, e-book, infográfico, entre outros.

Esta pessoa também ficará encarregada de trabalhar na distribuição do conteúdo, ou seja, quais canais trarão um melhor resultado.

Para atuar neste segmento é preciso que o profissional tenha boas noções de otimização de sites através do SEO, para fazer com que o material seja encontrado pelo público por meio de ferramentas de busca, o famoso google.

Ele alguns casos, a pessoas cuidará igualmente das redes sociais da empresa. Neste caso, é bom ter uma noção de CRM (Customer Relationship Management) e, claro, estar por dentro do que está acontecendo no mundo.

2 – Mídia

Obviamente que não poderíamos deixar de falar dos atuantes em mídia. Este é o responsável por impactar possíveis clientes por meio de anúncios pagos da marca. Sabe quando se navega em uma rede social e nos deparamos com aquele banner de alguma empresa? É isso que a pessoa que cuida da mídia faz.

É ele quem traça a melhor estratégia para divulgar a empresa para as pessoas, assim como gerenciar a verba que é direcionada para este setor e é usada em diversos canais, como aplicativos, redes sociais, links patrocinados, banners em sites e conteúdos pagos em portais.

A pessoa que atua neste setor também escolhe os meios de divulgação, realiza as negociações de valores e o tempo que as publicações ficarão no ar.

E não acaba por aí. O profissional de mídia analisa os resultados de todo esse trabalho que foi feito. É assim que ele saberá se os objetivos definidos foram alcançados, o que precisa ser melhorada e se o retorno que a companhia está tendo bate com o investimento feito.

3 – Social media

Esse é o famoso heavy user de redes sociais. Ou seja, ele sabe tudo o que está acontecendo no Twitter, está sempre online no Instagram e sabe quantas visualizações uma publicação no Facebook pode trazer.

Normalmente este profissional fica dentro da equipe de conteúdo. Ele que cuida do gerenciamento de todos os canais da empresa. Este também cria material para as mídias e acompanha os resultados dessas publicações.

Para se dar bem nesta área, além de estar antenado com tudo que envolve mídias sociais e relacionamento, é necessário saber igualmente qual o melhor horário para fazer um post no Instagram, por exemplo.

Assim como conhecer quais conteúdos têm uma melhor performance em cada um desses locais. E, claro, como construir a relevância da companhia nestes meios e comunicar-se com o público como porta-voz da empresa.

Como investir nestas áreas de marketing digital

Bom, a melhor forma de investir nestas áreas de marketing digital é procurando por um curso. Ainda não existe uma graduação em marketing digital.

Sendo assim, pode-se optar pelo curso tradicional de marketing e depois complementar com outros de curta duração ou ir direto para esses mais focados.

Em torno de 5 meses já é possível estar por dentro desta área e atuar em empresas que necessitam de profissionais qualificados. Às vezes, este pode até servir como um complemento caso já tenha uma formação. É mais uma oportunidade de entrar no mercado de trabalho.

Claro, após ingressar, não esqueça de sempre se manter atualizado. Isso é importante tanto para o profissional quanto para a empresa onde ele atua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *